Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

Alguns elementos do estudo da posição de sujeitos-chave no jogo Mídia-Poder Político


A MTV Brasil pratica a rebeldia na mensagem política, mas pode ver-se atingida pela associação com os controladores do Grupo Abril. O isolamento dos Civita é o espelho da situação eleitoral.



Vejamos abaixo uma nota publicada no Estado de São Paulo, 13/06/2006, a qual foi recuperada em função da reta final do segundo turno. Diz o texto vindo da Redação:

Game TV X MTV: cada um reivindica sua liderança (observação conceitual minha: tal fator é uma das provas materiais da aliança da Band com o governo de Lula, sendo que o capital de investimento da Game Corp provêm da aliada do Planalto, a Telemar)

“Diretor-presidente da Game TV, Leonardo Badra Eid pede uma tréplica sobre a comparação entre a audiência alcançada pela programação da produtora na TV Mix e o Ibope da MTV Brasil. É que o presidente da MTV Brasil, André Mantovani, ao replicar a tese de que a Mix bateu a MTV de agosto em abril passados, defende que o que pesa, para ele, é o segmento jovem. E no target classe A/B até 29 anos foi a MTV Brasil que bateu a Game TV no período. Badra, que agora fornece produção para a Rede 21 sob o nome de Play TV, rebate que os números absolutos são o que realmente lhe interessam. Ele (Mantovani) só tem de se acostumar com a concorrência, fala Badra ao Estado. Estamos numa rede de TV aberta e trabalhamos para todos os níveis sociais, completa o titular da Game TV. Mantovani também lembrou que a MTV Brasil tem alcance nacional quatro vezes maior que a outra. Agora, pela Rede 21, estamos cobrindo 30% do País, replica Badra. A troca de artilharia entre a empresa do Grupo Abril e a produtora que tem Fábio Lula, filho do presidente, como sócio, é abastecida ainda pela figura de André Waisman, ex-chefão da MTV, hoje a serviço da Game TV.”

Vejamos a combinação de fatores. Sabendo que não governaria sem uma presença forte na mídia, o Planalto aliou-se de fato com o filet mignon das Organizações Globo, ou seja, sua mídia televisiva; especificamente nas matérias do Jornal Nacional. Na outra ponta, a empresa pivô das denúncias na TV, o Grupo Band da família Saad, recebera injeção de capital indireto por parte da Telemar, verdadeira financiadora da Game Corp, e agora da Produtora TV Mix/Game TV, empresa onde um dos sócio-operadores é o filho do presidente.

Quem trabalha com mídia sabe da dificuldade e dos custos de se gerar conteúdo. Ainda mais complicado é fazê-lo para uma TV aberta, mesmo que em UHF. O corte de classe do segmento da Mix TV/Rede 21 vai ao encontro do eleitorado de Lula. Gerando conteúdo, disputando a difusão de sentidos, a disputa pela associação de preferências eleitorais - nível ideológico com efeito indireto – é parcialmente pelos homens do filho do presidente.

Na outra ponta, preconceituosamente, o “target” da MTV, compradora/produtora dos direitos da MTV Brasil, busca o consumidor já bombardeado pelo excesso de oferta de bens de informação, comunicação e cultura. Vejamos a estranha coincidência, o setor que compra a Veja é, em tese, o mesmo que assistiria a MTV e sua juventude ainda que tardia. Para somar a disputa pelos números de audiência, está o posicionamento de alguns operadores individuais. A exemplo de Duda Mendonça e Marcos Valério, o esquema empresarial do filho de Lula conta com um ex-diretor da adversária direta. Vê-se que o modus operandi é intergeracional.

enviar •
imprimir •






« voltar